Quinta-feira, 31 de Agosto de 2006
È preciso ter tomates

Realizou-se mais uma vez uma das tradições mais ....castiças do mundo, La Tomatina em Buñol, Espanha. Não curto dos ótarios dos espanhóis mais a merda do "nuestros hermanos" que estão sempre prontos para nos queimarem, mas lá que são originais, são.

Isto da Tomatina, para quem não sabe consiste em atirar tomates em todas as direcções com o objectivo de....pronto ...sei lá.......não há objectivo. A piada disto é que, para além dos trabalhadores da Câmara local, que no dia seguinte têm que dar ao cabedal para limparem este estardalhaço todo (aquilo fica assim mais ou menos tipo o meu quarto), toda a gente se diverte a fazer uma cena muito menos perigosa que uma largada de toiros, por exemplo, apesar que uma grainha de tomate pode fazer estragos brutos ao nível do olho de uma pessoa, sem falar dos arrepios na espinha que a expressão "rebentar com os tomates" originam.

A grande vantagem de participar num evento deste calibre é o facto de um tipo poder soltar todo o stress acumulado por meses de trabalho, sem que as estatisticas da Violência Doméstica aumentem. Isto cá no Algarve era coisa para ter sucesso, apesar de a fruta tipica aqui do burgo ser a laranja, que se caracteriza por ser muito mais, hummm, digamos que consistente que o tomate, o que, convenhamos, não ia dar muito jeito para o caso atrás citado.

PS - O último artigo aqui posto e posteriormente apagado suscitou uma confusão medonha. Por isso peço desculpa a quem de direito.



Texto da responsabilidade de jesusinfurs às 00:41
link do post | Digam de vossa justiça | Vejam o que os outros disseram (1) | favorito

Sexta-feira, 18 de Agosto de 2006
Balelas e musica

A vontade de escrever aqui sobrepõe-se sempre a falta de motivo ou tema, acerca do qual se possa elaborar uma dissertação, de elevado nível de interesse e qualidade, cujo conteúdo possa exibir de uma forma ou de outra um esplendor intelectual que eu não possuo mas que me esforço por tentar atingir (com mil raios e corisco, que parágrafo sopimpa).
Uma vez que não há tema, eu invento-o, e armo-me num Lauro António musical do século XXI, apesar de ultimamente não ter sacado, uuups, comprado muita musica de qualidade extraordinária. Contudo houve excepções, que são:
  • Built To Spill – 2 álbuns fantásticos, You In Reverse e Keep It Like a Secret, ali meio caminho entre Sonic Youth (aquelas guitarras) e Arcade Fire. Há poucos álbuns como estes (especialmente o primeiro).
  • She Wants Revenge – Cheira a Joy Division, sabe a Interpol mas dança-se. Bom, muito bom e a voz á lá Ian Curtis é sempre aquela base, fica bem com tudo, até com camisas de flanela aos quadrados. Ao vivo conseguem ser ainda melhores que em álbum.
  • Sonic Youth – Rather Ripped, numa palavra, mas caganda malha. Juntem-lhe uma música antiga com o titulo de Teenage Riot é façam a festa.
  • Legendary Tiger Man e X-Wife – Juntamente com Wray Gunn são as melhores bandas portuguesas da actualidade (pena os Parkinsons terem dado o befo). De um lado os blues de um one – man – band, do outro o electro clash do projecto mais actual da música portuguesa... o resto é ouvir e spingas...
  • Act Ups e Vicious Five – também são os dois portugueses e ao vivo só não pegam fogo ao palco porque o que ganham não cobre prejuizos desses. A garageland ainda bomba.

E já chega. Quem souber de bom som, por favor partilhe.....é para isso que servem os comentários.



Texto da responsabilidade de jesusinfurs às 15:39
link do post | Digam de vossa justiça | Vejam o que os outros disseram (6) | favorito

Domingo, 6 de Agosto de 2006
Há dias assim

Que falta de criatividade, de imaginação, até paciência. Não sei o que escrever mas já é altura de meter cá qualquer coisa nova.
Para ser sincero, também não me tem acontecido nada que mereça referencia, tirando algumas desilusões, entre as quais as exibições ridiculas do Glórias. Aliás, nem a mim nem a ninguém, porque isto tirando o caralho da puta da guerra no Libano, o Mundo está parado para férias (devia era parar para obras).
Hoje por acaso até se comemoram os 40 anos da inauguração da Ponte 25 de Abril (outrora Salazar) que liga a capital ao sul (ela e a mana Vasco da Gama) e facilita muito quando a malta quer ir ver jogos do SLB ou concertos lá a Lisboa, que é a única coisa de jeito que se pode fazer naquele raisparta de cidade, apesar de haver muito boa gente que acha aquilo a nata das natas no que toca a cidades....
Uma vez que continuo sem saber o que escrever, não vou perder mais tempo e vou ficar por aqui que amanhã é dia de bulir.


Texto da responsabilidade de jesusinfurs às 23:53
link do post | Digam de vossa justiça | favorito

É favor não mexer aqui, perigo de explosão
pesquisar
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Estes foram os ultimos

Sempre a sumir

Sim eu sei, que tudo são ...

E depois da Perfeição?

Politicas a metro...

Os 80's à Beira Mar Plant...

Amsterdam

O Amigo Secreto

Ins Kino Gehen...ou qualq...

Regresso ao Futuro

A ordem natural das coisa...

Aqui estão os antigos, cuidado com o pó

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Concorrência
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds